09/10/13 18:32

Autopista Fernão Dias conclui obra do Contorno de Betim

  Tráfego será liberado no local nesta quinta-feira, 10 de outubro.

Pouso Alegre, 9 de outubro – A Autopista Fernão Dias anuncia a conclusão da obra do Contorno de Betim, com a liberação do tráfego no local nesta quinta-feira, 10 de outubro. O Contorno de Betim tem aproximadamente 8 quilômetros de extensão e visa aumentar o conforto e a segurança dos usuários da rodovia Fernão Dias, sendo uma alternativa para o tráfego de longa distância e desafogando a pista atual, que praticamente se tornou uma avenida na região de Betim (MG), devido à urbanização. Esse trecho da rodovia recebe, diariamente, uma média de 65 mil veículos.

 

Com extensão de 2,75 quilômetros, a primeira etapa da obra do Contorno de Betim - um trecho que liga o km 497,5 da BR-381/MG (no trevo com a BR-262) ao trevo de acesso ao bairro Bandeirinhas - teve início em setembro de 2010 e foi concluída em novembro de 2011. A segunda etapa da construção do Contorno - com extensão de 5,38 quilômetros -, que vai do trevo Bandeirinhas até a altura da Krupp, no km 491,3 da BR-381/MG, foi iniciada em setembro de 2011 e teve duração de dois anos.

 

A construção do Contorno de Betim possui em toda sua estrutura os mais variados serviços. A obra contou com trabalhos de terraplenagem, drenagem, pavimentação, revestimento vegetal e implantação de sinalização horizontal (pintura de faixas e instalação de tachas na pista) e vertical (placas). As características da obra são as mesmas de toda Rodovia Fernão Dias: duas pistas com canteiro central, sinalização padrão, paisagismo e dispositivos de drenagem. Por ser uma via destinada a receber o tráfego de longa distância, o Contorno de Betim não permite acesso a bairros ao longo de sua extensão.

 

Histórico

A construção do Contorno de Betim teve início em meados da década de 1990, pois era um corredor viário que fazia parte do programa de duplicação da Rodovia Fernão Dias. O objetivo de sua construção era melhorar as condições de trafegabilidade na rodovia, mas a obra foi paralisada e excluída do programa da duplicação. Quinze anos depois, a obra foi inserida no contrato de concessão da Autopista Fernão Dias.

 

O projeto anterior, iniciado pelo DNIT – Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, não pôde ser aproveitado integralmente pela concessionária, pois estava defasado em relação à nova realidade de tráfego na região. A concessionária elaborou um novo projeto, que manteve a terraplenagem e as obras de arte (viadutos) do projeto original, e o submeteu a análise da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres). A Agência aprovou o projeto em duas etapas: em agosto de 2010 (1ª fase) e em julho de 2011 (2ª fase).

 

Sobre a Autopista Fernão Dias – Concessionária responsável, desde 2008, pelos 562 quilômetros da rodovia Fernão Dias (SP-381/MG/SP), que liga as cidades de Belo Horizonte (MG) e São Paulo (SP). Durante os 25 anos do contrato de concessão, serão investidos R$ 3,4 bilhões em melhorias na rodovia. A Autopista Fernão Dias, com sede social localizada na cidade de Pouso Alegre (MG), local para onde deverão ser encaminhadas todas as comunicações legais, se constitui em pessoa jurídica distinta de Arteris S.A. (sua controladora societária).

Sobre a Arteris – A Arteris é a companhia do setor de concessões rodoviárias do Brasil com a maior extensão de quilômetros administrados. São 3.250 quilômetros sob gestão de suas nove concessionárias nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná e Santa Catarina: Autovias, Centrovias, Intervias, Vianorte, Autopista Fernão Dias, Autopista Fluminense, Autopista Litoral Sul, Autopista Planalto Sul e Autopista Régis Bittencourt. A Arteris é uma empresa de capital aberto, com ações negociadas no Novo Mercado da Bovespa. É controlada pela Abertis e pela Brookfield Motorways – empresas que detêm 60% de suas ações.

 

Informações para Imprensa:

Autopista Fernão Dias

Talise Martins (35) 3449-6600 – (35) 9835-1505

talise.martins@autopistafernao.com.br